Músico alemão vem a Blumenau para ajudar pessoas com doença rara de pele


1 min de leitura
27 Nov
27Nov

Ulli Hess, da banda Winzerkapelle, já se apresentou na Oktoberfest e agora visita Santa Catarina para auxiliar portadores de epidermólise bolhosa.


 

Foi em 1988 que o músico da banda alemã Winzerkapelle Ulli Hess veio pela primeira vez a Blumenau. O objetivo da vinda ao Vale foi visitar o Centro Cultural 25 Julho. No ano seguinte, ele e os demais integrantes da banda subiram ao palco da Oktoberfest, em Blumenau. Ao todo, foram seis apresentações na festa e outras três turnês na cidade. Desde o dia 13 de abril, o objetivo do desembarque do músico alemão em Santa Catarina é outro: ajudar pessoas portadoras de epidermólise bolhosa, doença rara de pele. Ele permanece na região até dia 3 de maio.Além de Blumenau, Ulli já visitou outros municípios catarinenses para auxiliar no tratamento da doença. O músico faz arrecadações de dinheiro e patrocina o envio de ataduras especiais aos portadores. Também foi o motivador para a criação de uma associação catarinense de apoio a pessoas portadoras de epidermólise bolhosa.Em reconhecimento à atividade dele também nesta ação social e voluntária e à cooperação no intercâmbio cultural entre o C.C. 25 de Julho e Blumenau com a cidade alemã Rödelsee, uma feijoada será oferecida a partir das 20h desta terça-feira no 25 de Julho. O evento é fechado e a confraternização envolve o coro misto e coral masculino Lieberkranz, do Centro Cultural 25 de Julho. 


Fonte: NSC Total

Imagem: Por Redação NSC 


Ouça a Rádio Germânica Brasil

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.